Phenomenal Opinion #40: Entre 16 lutadores, quem serão os sobreviventes? (Parte 1)

2 comentários :
Tudo certinho com a TNAtion? Nesta quinta-feira, aterrissa no blog, mais um Phenomenal Opinion! Nesta edição 40, como de praxe, tenho de agradecer aos comentários e aos que viram a edição anterior. Hoje, como na última edição, vamos analisar a World Title Series! Agora só restaram os 16 finalistas, e um deles será o World Heavyweight Champion! Então vamos destrinchar o chaveamento, clique no mais e confira mais esse post!

 Bem galerinha, após algumas semanas chegamos ao Final 16 do torneio pelo Título Mundial, sendo composto pelo líder e vice-líder de cada um dos grupos.

Os classificados são: Ethan Carter III, Lashley, Drew Galloway, Bram, Awesome Kong, Gail Kim, Mahabali Shera, Kenny King, Bobby Roode, Eric Young, Matt Hardy, Davey Richards, DJ Z, Tigre Uno, Eli Drake e Jessie Gooderz.

Uma situação mantém indefinida a data das finais do torneio. Como dito no último post, gravaram os combates e definiram inclusive o campeão, mas estes episódios gravados foram descartados, então as finais ficaram marcadas para a Tour Indiana em dezembro. Contudo, este Tour foi adiado. Caso esta situação, tivesse se confirmado, haveria tempo para analisar todos os grupos, mas como são planos abortados, vamos direto a análise das oito lutas que definiram as quartas-de-final.

O cenário mais provável é que a final ocorra ao vivo, na estréia do IMPACT Wrestling na Pop TV no dia 5 de janeiro, uma terça-feira, que ao que tudo indica será o dia de transmissão do programa.

As lutas das oitavas e quartas de final já foram gravadas e como foi dito, na última edição não serão usadas para efeito de spoiler.

Então vamos a primeira parte da análise, destrinchando 4 dos 8 combates.
 
Ethan Carter III vs. DJ Z
O primeiro combate do chaveamento será entre os vencedores dos grupos Champions e X Division, mas apesar dos méritos é um combate de resultado previsível, quase certo.
DJ Z fez um grande trabalho no grupo X Division e mostrou muita habilidade como high-flyer, contra todos os adversários, qualidades que deveriam ser mais exploradas com um booking decente para ele, mas a jornada dele deve terminar aqui, já que do outro lado está o ex-campeão e top Heel da TNA, ECIII. O main eventer do último Bound For Glory tem todas as chances de vencer e avançar rumo as quartas-de-final. É claro que surpresas são perfeitamente prováveis, mas se tratando de ECIII e DJ Z a diferença de Push, booking e posição dentro das feuds é clara e evidente. Como estamos falando de um dos três wrestlers com maiores chances de triunfar na World Title Series, o resultado é quase óbvio.

- Chances de Vitória: Ethan Carter III 90%, DJ Z 10%

Bram vs. Davey Richards
A segunda match a entrar na análise é entre Bram e o Tag Team Champion e membro dos Wolves, Davey Richards. Diferentemente do combate anterior, esta luta é de resultado indefinido e ambos tem boas chances de avançar, o que torna o trabalho de prever o vencedor, muito difícil. Mas nesta corrida há um wrestler que está um pouco na frente quando o assunto é chances de triunfo, e ele é Bram.
Davey Richards manteve o costume de fazer bons combates e mostrou sua costumeira técnica que garantirá a ele o Tag Team Championship por um bom tempo, e se os bookers forem coerentes, um generoso Push. As chances de um membro dos Wolves chegar a próxima fase é considerável, mas a posse do Título de Duplas emperra as possibilidades de um reinado como campeão mundial neste momento, portanto as condições sorriem timidamente para Bram. Mas não é motivo para sorrisos, já que ele fez combates medianos, para não dizer fracos, durante a série e deve avançar para a próxima fase, em virtude, do adversário já ser campeão, mas deverá cair já na fase seguinte, que se o chaveamento se manter será contra o vencedor da match anterior. Estas más aparições de Bram podem garantir um avanço a Richards, o que torna uma previsão difícil, mas independente do vencedor, a jornada deverá acabar na próxima fase.

- Chances de Vitória: Bram 55%, Davey Richards 45%

 
Drew Galloway vs. Lashley
Mantendo a sina de combates quase imprevisíveis, temos Lashley e Drew Galloway que farão a luta com o resultado menos previsível da noite, podendo determinar nesta chave o campeão. Este embate será entre dois favoritos a campeão, o que faz as previsões, poderem ser seguramente jogadas para o ar. Não há um favorito, mas há motivo para tal fato. Lashley fez um dos melhores reinados como World Heavyweight Champion nos últimos tempos, portanto não seria uma aposta, e sim uma jogada de segurança para os bookers que parecem confiar muito nas habilidades dele. Mas a TNA tem um histórico de arriscar em outros nomes que podem dar visibilidade a marca em determinados momentos, como Hulk Hogan vs. Sting, por exemplo. Eis o ponto onde a tese de uma vitória de Drew Galloway se torna uma grande opção, já que é um wrestler comprovadamente habilidoso e tem muita técnica. Outro ponto a favor do escocês é que após as finais teremos a Tour Britânica e ter um campeão da casa, muito agraciado pelo público é receita de bons lucros. Os bookers tinham uma grande escolha a ser feita e a fizeram, vamos ver o resultado disso na prática. Dado o favoritismo dos dois, não é exagero dizer que esta é a final que definirá um dos finalistas da World Title Series, resta ver a decisão dos homens que fazem o script e torcer para que independente do vencedor, dêem booking adequado ambos, que são muito talentosos.
- Chances de Vitória: Drew Galloway 50%, Lashley 50%

 
Mahabali Shera vs. Eli Drake
O último combate deste post, é de revoltar qualquer fã da TNA, já que cabe a seguinte pergunta a equipe criativa do IMPACT Wrestling: “Porque raios estes indivíduos ainda estão na World Title Series?”
Não é exagero algum dizer que este combate tem tudo para ser a pior oitava-de-final, de um torneio da TNA nos últimos tempos. Os dois wrestlers são ruins, em especial, Shera que tem habilidades simplesmente horríveis. O correto seria anular esta luta e demitir os dois combatentes, mas como diz o dito popular: “Quem não tem cão, caça como gato”, apesar de recomendar que desliguem os televisores durante esta luta e religuem após o término. Eli Drake é um pouco melhor que seu adversário e por méritos deveria triunfar neste confronto, de preferência em um “Loser Leaves TNA Match”. Digo deveria, já que o favorito é Mahabali Shera. Mesmo sem qualidade alguma como wrestler, o fato de ser indiano e que a TNA quer se fortalecer neste país asiático, acaba por sustentar este fraco wrestler. Fazê-lo avançar, por mais doloroso que seja ter de ver seus botches mais uma semana, vale a pena pelo marketing, fato em que Drake não agrega em nada. Podem dar uma surpresa mais amigável ao fã, dando a vitória para Eli, mas marketing é tudo e na iminência de uma Tour na Índia, dar push a Shera por pior que ele seja é essencial. Caso o Recursos Humanos da TNA tenha bom senso, o vencedor deverá ir a próxima fase e será rapidamente eliminado, do torneio e da empresa, junto a outros wrestlers de péssima qualidade, para que se possa contratar verdadeiros lutadores. Mas como isso está fora de cogitação, resta virar os olhos para este combate e aguentar o vencedor por mais algumas semanas.
- Chances de Vitória: Mahabali Shera 70%, Eli Drake 300% 

É isso pessoal! Espero que tenham gostado desta previsão e análise especial da World Title Series, tentando destrinchar o torneio e prever o próximo campeão mundial da nossa querida Total Nonstop Action. As cartas estão a mesa e exceto o último combate, temos tudo para ter  grandes combates e postulantes fortes ao cobiçado World Heavyweight Championship. Como de costume, peço que questionem, já que este espaço está a disposição de todos,, comentem, falem, critiquem, digam aquilo que está em suas mentes. Sei que foi um quadro um pouco curto, mas espero que gostem desta análise, acompanhem e prestigiem a TNA e que o vencedor, independente de quem seja, ajude a empresa a voltar aos trilhos dos bons bookings. Resta sentar no sofá, pegar a pipoca e curtir as finais do torneio.


Obrigado a todos pelo apoio nestas 40 edições, desde o início até hoje, num blog que tenho muito apreço, então falem o que lhes der na telha, pois este espaço também é seu e como eu sempre digo: O quadro é bom, quando o povo está nele! Estou esperando seus pedidos irei responder  tudo e todos. Então, mesmo que um meteoro atinja a Terra, estarei aqui para mais uma edição da casa da TNA neste amado recinto, um obrigado ao todos por mais uma edição e nos vemos em breve no Phenomenal Opinion!

2 comentários :

  1. Infelizmente o marketing e o dinheiro ditam tudo na zorra do mundo e nem sempre a melhor opção aos olhos é a melhor para o bolso, acabei pegando um pequeno spoiler, pois me é triste saber que Robbie E não passou de fase no grupo dos "Tag Team Specialist" e em saber que mesmo mostrando serviço, DJ Z irá por terra em um combate contra o EC3 que particularmente não é o meu favorito entre os heels da TNA, não esqueçamos que o #1. Contender ao fim de tudo, se não anularem "(é claro!) será o Tyrus e isto me deixa mais depressivo ainda de saber, mas são os negócios da companhia, vamos em frente, só vou falar mesmo do combate sofrível da noite...

    ... Piada de mal gosto com os fãs da TNA, em uma comparação simples de pessoas que estão no mesmo nível de ridicularidade em cima do ringue, temos Abyss & Mahabali Shera; um limitado pela idade e pelo total desleixo nos treinos, o outro por ter uma genética de ser entre os piores o melhor, pois para quem acompanhou o show da TNA na Índia: Ring Ka King; sabe que o nível dos combates não envolvendo americanos, foi sofrível e menos sofrível foi o Mahabali Shera em cima do ringue e por ser um mercado interessante o mesmo foi contratado pela TNA, inserido em uma stable com um ideal idiota e enterrado com ela, vencendo combates no seu grupo com tantos erros, que quase lesionou um dos classificados (Kenny King) e do outro lado o cara que somente tem a gimmick de pedi que falem a zorra do nome certo, foi um grupo fraco que saiu Eli Drake, colocando como os "Futuros da TNA" se aquilo é o futuro, acho que teremos a primeira grande empresa de por-wrestling e terror, tem mais recursos que o John Cena(Mas todos tem mais recursos que ele, quero dizer (Tossindo) Mahabali Shera, como gosto de ver tudo na TNA, inclusive os lixos a evoluírem, assistirei a este combate, sem nenhum objeto de metal nas proximidades para evitar fatalidades com a minha pessoa e com o meu monitor, pois o Brasil esta em crise e ninguém vai me dar uma zorra nova caso eu quebre, aguardo a parte dois de análise e espero que uma das Knockouts passe de fase.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado a família CBW pelo comentário e quanto ao dinheiro, o comentário acabou resumindo o quadro inteiro, punto e basta! Poderia passar aqui o dia inteiro comentando a cerca de sua opinião que é bem afinada com a minha, mas depois desta espetacular fala que conseguiu resumir uma empresa em uma fala, resta a mim: agradecer a preferência, deixar um abraço ao querido blog e colocar um ponto e dizer "Eis a realidade da TNA!''.

      Excluir