Wrestler da Ring of Honor faz críticas a New Day


Numa participação no Jobbing Out Podcast, a estrela da Ring of Honor, Cedric Alexander explicou porque recusaria aparecer na WWE como Rosebud, o que, por sua vez, levou a uma discussão sobre o grupo New Day. Aqui está um excerto do que este disse:
“Toda a gente que conheço que vê WWE se sente ofendida pelo grupo New Day… Extremamente ofendida por causa das conotações racistas. É tipo ‘Oh, somos três negros, vamos cantar e dançar’, quando se tem talentos como Kofi Kingston, que é um atleta fenomenal, Big E Langston, que tem uma presença gigantesca e ameaçadora e Xavier Woods, alguém extremamente inteligente. Porquê fazê-los cantar e dançar, quando é óbvio que conseguem ser mais… sérios?
Quando eles começaram o grupo, ao longo das primeiras semanas, Xavier tinha um comportamento semelhante ao de Malcolm X. Este andava a defender a ideia de negros terem mais poder, sem o dizer com todas as palavras, o que eu achava fantástico, porque dessa forma não se ofende ninguém. Mas quando se tem três negros a cantar e dançar, isso se torna num estereótipo, e simplesmente não gosto.”
Foi perguntado a Alexander se este achava que existia um problema na indústria, relativamente ao tratamento de afro-americanos e foi notado que afro-americanos raramente estão envolvidos em combates de grande destaque num evento como a Wrestlemania. Alexander disse que a indústria melhorou, ao longo dos últimos quinze anos, mas que a questão continua a ser um problema.

Fonte: Wrestling PT