Bottom Line #1 - Salvando o Brother Bray




Fala rapaziada, tudo bom? Aqui é o Eduardo Ramella e eu sou novo aqui na NBO! Trago para vocês um quadro no qual eu apresento coisas que a WWE ou alguma empresa poderia fazer em relação à algum wrestler ou storylines. Eu vou dar opções e meus pitacos sobre todo o tema que eu vier a abordar! Então vamos lá...

Como todos sabem, Windham Rotunda, estreou no plantel principal como Husky Harris na Nexus em 2011. Depois voltou ao NXT, teve uma nova construção de personagem e retornou ao plantel principal, totalmente diferente: era o surgimento de Bray Wyatt. Ele não veio sozinho, tinha Erick Rowan e Luke Harper ao seu lado e os três formaram a Wyatt Family. Uma stable dominante, com 3 bons wrestlers e tudo parecia só caminhar para frente. Eles estiveram em seu auge e Bray sendo o líder da stable sempre. A gimmick bem construída de Bray, tudo bem harmonizado, seus acessórios (cadeira, lampião), entrada marcante e promos de arrepiar foram levando o público a gostar dele e a dar mais atenção à stable. Mesmo sendo heel, ele conseguia atrair a atenção do público e fazer matches incríveis. Tudo caminhava bem e a stable estava estabilizada e pronta para um face turn, mas isso não ocorreu. Dado isso e outros fatores, o pop da stable foi caindo a cada show e manter a stable começou a não fazer mais sentido. Bray estava se destacando mais em feuds individuais e os parceiros de stable estavam começando a fazer o papel de seguranças, o que realmente não agradou. Então, depois da feud de Wyatt contra Jericho a stable se separou, sem storyline, sem mais nem menos. Uma stable que foi construída com tempo e esforço e que foi estabilizada com dificuldade, mas conseguiu tudo, foi descartada sem mais nem menos pela WWE. E esse foi o primeiro erro. Mas Bray conseguiria se virar sozinho. Ele já havia enfrentado John Cena na Wrestlemania, Chris Jericho em pleno Summerslam, entre outras grandes matches, Wyatt já tinha uma boa bagagem. Ele continuou com suas ótimas promos e foi tendo que se virar sozinho. Contra Dean Ambrose, a empresa não deu muito suporte e destaque à feud, o que a tornou desinteressante. E assim cada vez mais o personagem de Bray ia ficando fraco perante o público. Um tempo se passou e lá se foi a segunda derrota seguida em Wrestlemanias. É, os oficiais podem não ter percebido, mas eu sim: Bray Wyatt precisa de uma salvação. Uma gimmick tão boa, um talento tão grande não pode ser desperdiçado. 

5 maneiras de salvar Bray Wyatt:
1- Face Turn

Uma das maneiras de salvar esse talento é com um face turn. Como eu disse, não pode ser jogado e mal estruturado, tem de ser algo bem construído, ou seja, eles tem de fazer com que a crowd ganhe muito interesse nele, até que ele se torne um babyface. Já que a gimmick dele se baseia no monstro dentro dele e na Sister Abigail, isso poderia ser muito bem trabalhado para ser usado no babyface turn dele. Como face ele poderia usar o “monstro dentro dele” para tirar o monstro de dentro das pessoas.

2- The Wyatt Shield Family 2.0

Quando Bray Wyatt estava em uma feud, ele sempre tentava fazer com que o seu adversário se juntasse a ele e à Wyatt Family, como se ele fosse a salvação. Para dar um certo destaque à Bray Wyatt, ele poderia se juntar a dois talentos emergentes (Neville e Dempsey cof cof) vindos do NXT e começarem uma stable heel dominante. Para que isso acontecesse, Wyatt deveria atacar os participantes da stable e fazer com que eles se rendessem a Wyatt e que ele fosse a salvação. Assim com 3 bons wrestlers juntos em uma stable com uma gimmick já estabilizada, eles poderiam agir como a antiga Shield |saudades :’(| e sair destruindo os wrestlers que eles considerassem necessitados da salvação.

3- Monster Heel + Goldberg Push

Essa é simples, prática e típica na WWE: upar um talento a um heel extremamente dominante com uma winning streak. Exemplos não faltam e eu não vou nem me dar ao trabalho de citar. Mas se fizessem isso, talvez fortalecesse o personagem de Wyatt e ele teria um certo destaque já que ele seria o homem a ser batido.

4- The New US/Intercontinental Champion

Depois de darem o destaque merecido aos titles de midcard, tendo como champions John Cena e Daniel Bryan, o mais sensato a fazer seria colocar talentos merecedores como champions. Já que o title vai estar valorizado, o destaque seria muito maior. Além do que se Wyatt tirasse o título de um dos campeões atuais, seria mais destaque ainda, já que eles são os campeões que supostamente dariam valor ao título. Além de tudo isso, Bray com sua versatilidade, conseguiria encaixar o fato de ser Champion em sua gimmick muito bem, o que desencadearia em grandes feuds.

5- Nova Gimmick?

Nesse caso eu coloquei um ponto de interrogação, pois é algo que pode dar muito errado. Lembram quando The Undertaker apareceu como American Badass? Algo completamente diferente do que o antigo personagem prezava? Pois bem, isso poderia ser feito com Bray em casos extremos de que a gimmick atual não desse certo. Na época de Taker ele já tinha se consolidado, então cambalear entre diferentes gimmicks para ele não fez muita diferença, mas para um talento em ascensão como Wyatt, poderia estragar sua carreira, então seria bem arriscado. Se ele mudasse seu look, sua gimmick e tudo fosse modificado poderia atingir os dois extremos das críticas: péssimo ou excelente.

Talvez nada disso aconteça, talvez aconteça a salvação de uma maneira diferente dessas, ou talvez ele não precise de salvação, mas o que é certo é que se uma dessas medidas fosse tomada no personagem de Bray, com certeza ele teria grande destaque e seria lembrado sempre. Tchau galera e até o próximo Bottom Line!