Antiga estrela da WWE, Justin Gabriel (agora no circuito independente como PJ Black) apareceu recentemente no podcast de Chris Jericho (Talk is Jericho) e revelou alguns detalhes sobre a sua saída da WWE.

Quando questionado por Jericho sobre a veracidade dos rumores sobre a inveja que os talentos do roster principal sentem em relação às oportunidades que os talentos de NXT têm, Gabriel afirmou que a frustração dura há mais tempo do que as pessoas pensam.

Gabriel revelou que se voluntariou para ir para o NXT e que a sua rivalidade com Tyson Kidd era suposto ter durado mais tempo. Este afirmou odiar ter de contar uma história através do seu combate em apenas 90 segundos de combate e admitiu que, tal como foi noticiado na altura, esteve por detrás da máscara de Coelho.

Foi revelado que, embora se tenha demitido em Janeiro, a decisão para abandonar a WWE foi tomada ao longo do último ano. A certa altura, quando não estava a ser usado, Gabriel ligou a Michael Hayes e este disse-lhe que ele tinha de sugerir ideias para a sua personagem. Então, foi o que este fez e uma das ideias que Gabriel sugeriu revolvia à volta do nome Darewolf, que seria uma combinação de “werewolf” (lobisomem) e “daredevil” (audacioso).

Segundo Gabriel, Vince gostou da ideia e começaram a filmar vignettes com este a surfar, fazer ginástica, saltos de paraquedas e marabalismos com fogo. Ao que parece, Vince estava pronto para registar o nome, mas Triple H não gostou da ideia e abortou a personagem.

 Gabriel afirmou saber que Triple H não o achava bom, portanto quando o viu no Arnold Expo em 2014, prometeu-lhe que ia mudar a forma como este o via. Por isso, pediu para ir para o NXT e começou a trabalhar com Dusty Rhodes nas suas promos. Gabriel afirmou ter um novo estilo, não só em promos, mas também em ringue, mas nunca teve a oportunidade do mostrar.

Fonte: WrestlingPT